X

Uso de cookies: Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar la experiencia de navegación y ofrecer contenidos y publicidad de interés. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso. Puede obtener más información, o bien conocer cómo cambiar la configuración, en nuestra Política de cookies

ComunicaeV5

Bit2Me abre negócio em 13 novos países para atender à alta procura da sua iminente ICO

Colômbia, Uruguai, Panamá, Costa Rica ou Equador são alguns dos novos lugares de onde podes participar na ICO. Os grupos do Telegram para saber mais já somam milhares de seguidores. A ICO será lançada em 6 de setembro através do B2M, a criptomoeda desenvolvida pela Bit2Me

Publicado no Madrid o no Finanças , Tecnologia , Empreendedores

A plataforma de criptomoedas espanhola Bit2Me tem recebido uma grande procura de pedidos de participação na sua ICO, a maior lançada até agora em Espanha, que terá início no dia 6 de setembro. Este interesse incomum, demonstrado em diferentes partes do mundo, impulsionou a plataforma de criptomoedas a abrir negócio em 13 novos países, para que pessoas desses locais tenham a possibilidade de participar da ICO.

Cidadãos do Uruguai, Panamá, Colômbia, Bolívia, Porto Rico, Costa Rica, Equador, Guatemala, Honduras, Jamaica, Dominica, Martinica e Guiana poderão adquirir tokens B2M, desenvolvidos 100% pela Bit2Me. Uma lista de países que se soma aos mais de cem em que opera.

Os grupos abertos pela Bit2Me há poucos dias no Telegram para oferecer informações -em inglês e espanhol- sobre tudo o que rodeia a ICO não param de crescer, chegando a 7.000 membros, número que aumenta gradualmente à medida que se aproxima do disparo de saída.

Este interesse corre paralelamente à venda privada que a empresa fez há algumas semanas. Atingiu-se então a cifra de 2,5 milhões de euros, montante nunca alcançado no nosso país.

A Bit2Me emitirá no dia 6 de setembro 500 milhões de tokens B2M que podem ser adquiridos no site https://bit2me.com/token, de onde já pode programar compras para participar. Esta será a primeira fase antes das próximas duas, que envolverá a emissão de outros 500 milhões de tokens (fase 2) e 250 milhões de tokens (fase 3). No total, a ICO terminará em 30 de setembro de 2021 com um máximo de 1.250 milhões de tokens em circulação.

Aqueles que participam da ICO terão descontos de até 90% em certas comissões e serviços. Além disso, quem fizer compras de parceiros Bit2Me com o seu cartão receberá um percentagem da compra reembolsado no final do mês.

Talento e excelência

A Bit2Me não parou de recrutar talentos como estratégia para cimentar o seu crescimento. Baldomero Falcones, presidente mundial da Mastercard entre 2002 e 2006 e presidente da FCC, juntou-se recentemente à equipa. Ele o fez na qualidade de Senior advisor. Falcones foi também o fundador da Magnum Industrial Partners, uma conceituada empresa de capital de risco no nosso país e a maior de Espanha e Portugal. O objetivo será expandir o Bit2Me Card, o serviço de cartão de débito da empresa.

Ele não é a única grande contratação da plataforma espanhola. Algumas semanas atrás, Zeeshan Feroz, que era responsável por todas as operações da Coinbase fora dos Estados Unidos, ingressou na Bit2Me como Consultor Estratégico. A equipa é liderada por Leif Ferreira, CEO e fundador da Bit2Me, e Andrei Manuel, cofundador e COO. Ambos são acompanhados por um grande grupo de profissionais com alta especialização e conhecimento em tecnologia e no mundo da cripto.

 

Sobre Bit2Me

Bit2Me é líder no setor de criptomoedas na Espanha, a sua Suite de serviços incorpora mais de 20 soluções para comprar, vender e administrar moedas virtuais e euros no mesmo lugar de forma simples e segura. Tem clientes privados, profissionais e empresas em mais de 100 países, geriu operações no valor de mais de 1.000 milhões de euros desde a sua fundação em 2015. Em janeiro deste ano, a revista FORBES selecionou a Bit2Me como uma das empresas espanholas que vão impulsionar a mudança em 2021. Desde a sua criação em 2015, a empresa tem recebido diversos prémios no setor financeiro, como 'Vencedores Mundiais', no concurso internacional promovido pela Visa; ‘Melhor startup espanhola 2015’, pela CaixaBank; ‘Melhor Modelo de Negócios’, concedido pela Deloitte; Também foi convidado pela Comissão Europeia para apresentar e debater sobre a tecnologia Blockchain e Bitcoin em várias ocasiões.

Uma das suas primeiras iniciativas após o seu nascimento foi a criação da Bit2Me Academy, que forma mais de 1,7 milhão de alunos a cada ano. É o maior portal de formação em criptomoedas em espanhol e português da atualidade, com mais de 400 artigos gratuitos, cursos certificados e vídeos para os interessados ​​em conhecer o nascimento, funcionamento e evolução das criptomoedas e do mundo da blockchain.

Se quer receber mais informação sobre este comunicado poderá solicitá-lo no seguinte link:

Mais informação

Comunicados de imprensa relacionados

Consultoria gratuita de comunicação

Se tem um negócio, é importante cuidar e trabalhar a sua comunicação. A Comunicae oferece-lhe uma sessão gratuita com um dos nossos consultores para analisar e melhorar a sua estratégia de comunicação.

Peça-lo agora

Comunicados de imprensa destacados

    Sem dados, de momento.