X

Uso de cookies: Utilizamos cookies propias y de terceros para mejorar la experiencia de navegación y ofrecer contenidos y publicidad de interés. Si continúa navegando, consideramos que acepta su uso. Puede obtener más información, o bien conocer cómo cambiar la configuración, en nuestra Política de cookies

ComunicaeV5

A perda impermanente, o assassino silencioso de criptomoedas, ameaça os princípios fundamentais de DeFi: Bancor

Um dos criadores originais de DeFi se propõe a resolver um dos problemas mais urgentes da indústria

Publicado no ZUG, Suiza o no Finanças , Internet , Tecnologia , Digital

Quando o Bancor lançou o primeiro fundo de liquidez de DeFi em 2017, os fundadores do projeto viram uma falha trágica em sua invenção: quando um token aumenta de preço, os investidores estão propensos a perder dinheiro rapidamente. O problema, conhecido como "perda impermanente", custa aos usuários bilhões em lucros cripto a cada ano. Hoje, mais de US $ 20 bilhões investidos em fundos de liquidez se veem afetados.

Bancor lançou uma solução no final de 2020 que protege totalmente os usuários de perdas impermanentes, garantindo o risco no nível do protocolo. Agora, um ano depois e com mais de US $ 200 milhões ganhos pelos depositantes do Bancor nos últimos 10 meses, o projeto está se preparando para o lançamento de sua terceira versão do protocolo. Como seu antecessor, o Bancor V3 protegerá totalmente os usuários de um risco que ameaça minar os princípios fundamentais de DeFi.

A perda impermanente (IL – em suas siglas em Inglês) é o risco assumido pelos provedores de liquidez em troca das comissões que obtêm nos pools de liquidez. Se a perda impermanente exceder as comissões ganhas por um usuário ao retirar, significa que o usuário sofreu retornos negativos em comparação a simplesmente manter seus tokens fora do pool.

"Devido à natureza complexa da perda impermanente, apenas um pequeno punhado de usuários mais ativos e sofisticados são capazes de se proteger contra riscos e minimizar seu impacto em seus ganhos de DeFi", disse Nate Hindman, chefe de crescimento da Bancor.

"Se apostar em pools de liquidez só é lucrativo para usuários mais avançados, a liquidez provavelmente ficará concentrada nas mãos de muito menos jogadores, reduzindo a resistência de DeFi à censura e à manipulação", disse ainda Hindman.

Um estudo recente sobre perdas impermanentes pela consultoria de criptomoeda Topaze Blue descobriu que cerca de 50% dos usuários que apostaram seus tokens no Uniswap V3 estão tendo retornos negativos. Em alguns pools, a percentagem de usuários que perderam mais IL do que ganharam em taxas de negociação atingiu 70-75%.

A perda impermanente é conhecida como uma assassina silenciosa na indústria, pois é difícil que os usuários a notem. O valor das ações de um usuário em um pool de liquidez pode aumentar se os tokens compostos aumentarem de preço, criando a ilusão de lucros. No entanto, em comparação com simplesmente comprar e manter os ativos nos montantes apostados, o usuário pode continuar a incorrer em perdas.

Para esclarecer melhor o problema, o provedor de análises de Bancor e DeFi, APY Vision, recentemente fez uma parceria para lançar il.wtf. O site permite que os usuários insiram o endereço da carteira Ethereum e vejam a quantidade de IL acumulada que sofreram ao longo da vida, bem como os pools que mais as queimaram. Os usuários que compartilham seu IL no Twitter com a hashtag #BancorBailouts são elegíveis para US $ 1.000 em suporte. Uma postagem recente revelou uma perda de US $ 400.585 por fornecer liquidez a 27 pools.

A exposição dos usuários aos perigos de perdas impermanentes e ao risco que isso representa para os mercados de liquidez descentralizados ocorre no momento em que o Bancor se prepara para lançar seu próximo V3. Os principais colaboradores revelarão suas funcionalidades em uma transmissão ao vivo da comunidade no YouTube em 29 de novembro às 20h30 EST.

"O Bancor V3 foi projetado para tornar as finanças descentralizadas tão simples e seguras quanto possível para os usuários comuns", disse Hindman. "A alma de DeFi está em jogo. Devemos evitar que DeFi se torne um playground para os ricos e conectados para extrair valor de protocolos e livrar-se de todos os outros - e isso começa com a correção de fundos de liquidez."

Sobre o Protocolo Bancor
Bancor é o único produto de staking descentralizado que permite que o usuário ganhe dinheiro com um único token de exposição e proteção total contra perdas temporárias. Bancor gera milhões em comissões por mês para usuários que depositam seus tokens no protocolo, oferecendo até 40% APR em tokens como ETH, WBTC, LINK, USDT, MATIC e mais. O Bancor é propriedade da sua comunidade como uma organização autônoma descentralizada (o BancorDAO).

Mais informações sobre Bancor Safe Staking

Mais informações sobre perda permanente

Se quer receber mais informação sobre este comunicado poderá solicitá-lo no seguinte link:

Mais informação

Comunicados de imprensa relacionados

Consultoria gratuita de comunicação

Se tem um negócio, é importante cuidar e trabalhar a sua comunicação. A Comunicae oferece-lhe uma sessão gratuita com um dos nossos consultores para analisar e melhorar a sua estratégia de comunicação.

Peça-lo agora

Comunicados de imprensa destacados

    Sem dados, de momento.